Neymar? Messi? Juiz? O que decidiu para o feito do Barça: blogueiros opinam

O Barcelona conquistou na última quarta-feira (8) uma classificação épica diante do PSG. Após perder em Paris por 4 a 0, o time de Messi, Neymar e cia. venceu o time francês por 6 a 1 no Camp Nou – com um gol no último minuto – e conseguiu a vaga para as quartas de final da Liga dos Campeões em um jogo para entrar para a história do futebol mundial. Mas, no final, quem foi mais responsável pela classificação do Barça? O próprio time espanhol, que foi para cima do PSG desde o apito inicial; a equipe francesa, que esteve irreconhecível e levou seis gols, sendo três depois dos 40min do segundo tempo; ou o juiz, que deu dois pênaltis duvidosos a favor do Barcelona – e ainda deixou de marcar um para o Paris Saint-Germain?

 

Veja as opiniões dos blogueiros do UOL Esporte: PERGUNTAS

 

1 – Mérito do Barcelona ou papelão do PSG?

 

2 – Juiz foi decisivo para a classificação do Barcelona?

 

RESPOSTAS

André Rocha 1 – Um pouco dos dois, como sempre. Do Barcelona por insistir, mesmo sem acreditar muito até marcar o quinto gol. E vexame do PSG pelas falhas individuais, por não colocar tanta pressão na arbitragem nos lances polêmicos e desligar entre o quarto e o sexto gol. Passou a imagem de um time despreparado para momentos gigantescos.

 

2 – O pênalti do quinto gol sobre o Suárez foi absurdo. Assim como nítido foi o de Mascherano no primeiro tempo, no carrinho com braços abertos na própria área. O de Neymar era marcável porque o defensor não permitiu que o Neymar chegasse Classificação e jogos (//esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/ligadoscampeoes/jogos/) compartilhe vídeos relacionados rever  09/03/2017 Neymar? Messi? Juiz? O que decidiu para o feito do Barça: blogueiros opinam ­ Futebol ­ UOL Esporte https://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/liga­dos­campeoes/ultimas­noticias/2017/03/09/blogueiros­psg­x­barcelona.htm 2/3 ao fundo e tocou no brasileiro, mesmo num tombo.

 

E os acréscimos aconteceriam a favor de qualquer time de camisa. Sem provas não há como sequer insinuar manipulação da arbitragem, mas não sejamos ingênuos: interessa a todas as partes envolvidas na Liga dos Campeões que o time mais midiático do mundo siga no torneio. Acaba respingando na arbitragem. Clique aqui (http://andrerocha.blogosfera.uol.com.br/2017/03/08/a-noite-magica-emque-neymar-e-nao-messi-foi-michael-jordan-para-o-barca/) e veja a análise completa do blogueiro sobre a partida Juca Kfouri

 

1 – Uma coisa não exclui a outra: o mérito do Barça foi o papelão do PSG e não há erro de arbitragem que justifique. Não foi 3 a 1, foi 6! 2 – Eu não marcaria os dois pênaltis, mas teria marcado outro em Neymar, ainda quando estava 1 a 0. Clique aqui (http://blogdojuca.uol.com.br/2017/03/miracle-al-camp-nou/) e veja a análise completa do blogueiro sobre a partida Julio Gomes 1 – Se falarmos apenas dos dois times, mais mérito do Barcelona do que papelão.

 

O Barça teve fé, coragem, acreditou que conseguiria. O PSG fez um plano de jogo que deu certo até os 43min do segundo tempo. 2 – Impossível responder a primeira sem falar da segunda. Porque mais do que mérito ou papelão, o que tivemos foi uma atuação nefasta e fundamental da arbitragem. Foi o fator que desequilibrou a eliminatória. Roubaram do PSG a vaga nas quartas.

 

Clique aqui (http://blogdojuliogomes.blogosfera.uol.com.br/2017/03/08/apito-amigoleva-barcelona-ao-milagre-na-champions/) e veja a análise completa do blogueiro sobre a partida Marcel Rizzo 1 – Papelão do PSG, principalmente porque fez o gol que precisava para matar a classificação e depois levou três em poucos minutos. Time foi covarde. 2 – Juiz errou no segundo pênalti, o primeiro achei que foi mesmo sem querer.

 

Um erro, um gol. PSG ainda tinha cinco de crédito, não acho que a arbitragem tenha sido decisiva. Menon 1 – Foi mérito do Barcelona, que foi ao ataque desde o primeiro minuto. O PSG errou na opção tática. Jogou com dez na defesa. 2 – O juiz prejudicou muito os franceses. Marcou dois pênaltis indecentes. PVC 1 – Mérito do Barcelona, mérito de Neymar. O mérito foi procurar o jogo e as mudanças táticas para vencer o PSG. Mérito também de Neymar, que fez dois gols, deu uma assistência e sofreu um pênalti, que não houve.

 

2 – [Juiz] Foi decisivo. Nenhum dos dois pênaltis existiu. E houve um pênalti em Di Maria. El Mundo Deportivo diz que o Barcelona estaria seis pontos na frente se não fossem os erros de arbitragem. Capa de amanhã [quinta-feira] teria de dizer que estaria fora da Champions.

 

Ricardo Perrone 1 – Um pouco de cada. Mérito do Barcelona por não desistir no momento em que tudo parecia perdido e por ter os craques que tem. Papelão do PSG por não atacar quando ainda tinha folga no placar e por não saber amarrar o jogo nos minutos finais. 2 – Na minha opinião, os dois pênaltis não aconteceram. Então, a arbitragem foi decisiva para o resultado. Foi dela também o maior papelão do jogo histórico.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *