Emoção marca formatura dos alunos do CAPS

Os 35 pacientes assistidos pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Quissamã, que participaram este ano do projeto “Borboletas são Flores que Aprenderam a voar”, desenvolvido em parceria com o Instituto Federal Fluminense (IFF), receberam certificados na tarde desta quinta-feira (14), no auditório da instituição tecnológica. A prefeita Fátima Pacheco, o secretário de Saúde, Ricardo Tigre, e o coordenador especial de Cultura e Lazer, Oscar Luiz Chagas compareceram à solenidade.

foto-3

O projeto multidisciplinar, coordenado pelo professor Alfeu Garcia Júnior, conhecido como “Satu”, envolve profissionais de diferentes áreas, professores, alunos do IFF e a família dos assistidos e constou de oficinas lúdicas, educação física, linguagem corporal e iniciação à alfabetização, entre outras uma vez por semana, sempre às quintas-feiras, e atividades de pintura e desenho, no Centro Cultural Sobradinho.

foto-2

A finalidade é promover a acessibilidade dos portadores de deficiência ao espaço institucional acadêmico, garantindo o direito de estar em uma sala de aula para receber educação formal, produzir e compartilhar conhecimentos junto à comunidade escolar. “Oferecemos uma alfabetização construída para fins específicos, como saber escrever, saber ler e poder interpretar, respeitando os limites impostos a cada indivíduo”, explicou.

Os alunos são acometidos de patologias, como esquizofrenia residual, síndrome de dependência (álcool e drogas), psicose, transtorno afetivo bipolar e etc.

O diretor de pesquisa e extensão do IFF, Manoel Caetano destacou a importância da parceria. “Estamos contribuindo para que os formandos sejam seres humanos grandes e que sejam cidadãos que possam ajudar o nosso país a resolver os grandes conflitos”, disse.

O coordenador do Programa de Saúde Mental, Danilo Melchíades, reafirmou que o tratamento dos assistidos não é enclausurado. “Precisamos dizer sim a liberdade. O melhor tratamento é estar dentro da sociedade, dentro da família e estar liberto”, ressaltou.

O coordenador de Cultura e Lazer, Oscar Luiz Chagas, considerou o momento significativo para todos os envolvidos com o projeto. “O Sobradinho está aberto, a cultura está aberta para todos os projetos principalmente o das Borboletas são Flores, e conto com vocês no próximo ano com oficinas de dança e música”, pontuou.

O secretário municipal de Saúde, Ricardo Tigre, disse que as políticas públicas são importantes para toda a sociedade. “ Essa ação mostra que estamos no caminho certo, com inclusão social, respeito, dedicação e do resgate da cidadania, e o atual governo sempre está apoiando. O céu é o limite”, declarou.

A prefeita Fátima Pacheco lembrou que o atual governo vem promovendo uma série de ações, que buscam melhorar a vida de pessoas menos favorecidas, beneficiando a família, a criança, o idoso e portadores de necessidades especiais. “Isso é vida, inclusão social, promoção de direitos e deveres de todo cidadão. Vocês que estão se formando hoje estão de parabéns”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *